“YUNIS” (JONAS)

Revelada em Makka; 109 versículos, com exceção dos
versículos 40 e 94 a 96, que foram revelados em Madina.
10ª SURATA
Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.
1 Alef, Lam, Ra(601)
. Eis aqui os versículos(602)
do Livro da
sabedoria.
2 Estranham, acaso, as pessoas, que tenhamos inspirado
um homem de seu povo, dizendo-lhe: Admoesta os
homens e avisa os fiéis que terão uma sublime dignidade
junto ao seu Senhor? Todavia, os incrédulos dizem dele: ë
um mago declarado.
3 Vosso Senhor é Deus, Que criou os céus e a terra em
seis dias(603)
, logo assumiu o Trono para reger todas as
coisas. Junto a Ele ninguém poderá interceder, sem Sua
permissão. Tal é Deus, vosso Senhor! Adorai-O, pois! Não
meditais?
4 A Ele retornareis todos. A promessa de Deus é infalível.
Ele origina a criação, e logo a faz reproduzir, para
recompensar eqüitativamente os fiéis que praticam o bem.
Os incrédulos, porém, terão por bebida água fervente(604)
e
um doloroso castigo, por sua incredulidade.
5 Ele foi Quem originou o sol iluminador(605)
e a lua
refletidora, e determinou as estações do ano, para que
saibais o número dos anos e seus cômputos. Deus não
criou isto senão com prudência; ele elucida os versículos
aos sensatos.
6 Na alteração da noite e do dia, e no que Deus criou nos
céus e na terra, há sinais para os tementes.
7 Aqueles que não esperam o Nosso encontro,
comprazem-se com a vida terrena, conformando-se com
ela, e negligenciam os Nossos versículos.
8 Sua morada será o fogo infernal, por tudo quanto tiverem
lucrado.
9 Quanto aos fiéis que praticam o bem, seu Senhor os
encaminhará, por sua fé, aos jardins do prazer, abaixo dos
quais correm os rios.
10 Onde sua prece será: Glorificado sejas, ó Deus! Aí sua
mútua saudação será: Paz! E o fim de sua prece será:
Louvado seja Deus, Senhor do Universo!
11 Se Deus apressasse o mal aos humanos, como eles
apressam o bem para si, alcançariam rapidamente o seu
destino. Porém, abandonaremos, vacilantes em sua
transgressão, aqueles que não esperam comparecer
perante Nós.
12 E se o infortúnio açoita o homem, ele Nos implora, quer
esteja deitado, sentado ou em pé. Porém, quando o
libertamos de seu infortúnio, ei-lo que caminha, como se
não Nos tivesse implorado quando o infortúnio o açoitava.
Assim foram abrilhantados os atos dos transgressores (por
Satanás).
13 Aniquilamos gerações anteriores a vós por sua
iniqüidade, porque, apesar de lhes haverem apresentado
aos seus mensageiros as evidências, jamais creram.
Assim castigamos os pecadores.
14 Depois disso, designamos-vos sucessores deles na
terra, para observarmos como vos iríeis comportar.
15 Mas, quando lhes são recitados os Nossos lúcidos
versículos, aqueles que não esperam o comparecimento
perante Nós, dizem: Apresenta-nos outro Alcorão(606)
que
não seja este, ou, por outra, modificado! Dize: Não me
incumbe modificá-lo por minha própria vontade; atenho-me
somente ao que me tem sido revelado, porque temo o
castigo do dia aziago, se desobedeço ao meu Senhor.
16 Dize: Se Deus quisesse, não vo-lo teria eu recitado,
nem Ele vo-lo teria dado a conhecer, porque antes de sua
revelação passei a vida entre vós.(607)
Não raciocinais
ainda?
17 Haverá alguém mais iníquo do que quem forja mentiras
acerca de Deus ou desmente os Seus versículos? Jamais
prosperarão pecadores.
18 E adoram, em vez de Deus, os que não poder
prejudicá-los nem beneficiá-los, dizendo: Estes são os
nossos intercessores junto a Deus. Pretendeis ensinar a
Deus algo que Ele possa ignorar dos céus e da terra?
Glorificado e exaltado seja de tudo quanto Lhe atribuem!
19 A princípio, os humanos formavam uma só comunidade;
então, dividiram-se. Porém, senão tivesse sido por uma
palavra proferida por teu Senhor, Ter-se-iam destruído, por
causa de suas divergências.
20 Dizem: Por que não lhe foi revelado um sinal de seu
Senhor? Dize: O incognoscível só a Deus pertence;
aguardai, pois, que eu serei um dos que convosco
aguardam.
21 Se agraciarmos os homens com a Nossa misericórdia,
depois de os haver açoitado o infortúnio, ainda assim
desmentirão os Nossos versículos. Dize: Deus é Rápido
em planejar. Sabei que os Nosso mensageiros registram
tudo quando tramais.
22 Ele é Quem vos encaminha na terra e no mar. Quando
se acham em naves e estas singram o oceano ao sabor de
um vento favorável, regozijam-se. Mas, quando os açoita
uma tormenta e as ondas os assaltam por todos lados, e
crêem naufragar, então imploram sinceramente a Deus: Se
nos salvares deste perigo, contar-nos-emos entre
agradecidos!(608)
23 Mas, quando os salva, eis que causa, injustamente,
iniqüidade na terra. Ó humanos, sabei que a vossa
iniqüidade(609)
só recairá sobre vós; isso é somente um
entretenimento na vida terrena. Logo retornareis a Nós, e
então vos inteiraremos de tudo quanto tiverdes feito.
24 A similitude da vida terrena equipara-se à água que
enviamos do céu.(610)
a qual mistura-se com as plantas da
terra, de que se alimentam os homens e o gado; e quando
a terra se enfeita e se engalana, a ponto de seus
habitantes crerem ser seus senhores, açoita-a o Nosso
desígnio, seja à noite ou de dia, deixando-a desolada,
como se, na véspera, não houvesse sido verdejante. Assim
elucidamos os versículos àqueles que refletem.
25 Deus convoca à morada da paz(611)
e encaminha à
senda reta quem Lhe apraz.
26 Aqueles que praticam o bem obterão o bem e ainda
algo mais; nem a poeira, nem a ignomínia anuviarão os
seus rostos. Eles serão os diletos do Paraíso, em que
morarão eternamente.
27 Aqueles que cometerem maldades serão pagos na
mesma moeda, e a ignomínia os cobrirá. Não terão
defensor junto a Deus; estarão como se condenados ao
inferno, em que morarão eternamente.
28 Um dia, em que os congregaremos a todos, diremos
aos idólatras: Ficai onde estais, vós e vossos parceiros!
Logo os separaremos; então, seus parceiros lhes dirão:
Não era a nós que adoráveis!
29 Basta Deus por testemunha entre nós e vós, de que
não nos importava a vossa adoração.
30 Aí toda alma conhecerá tudo quanto tiver feito e serão
devolvidos a Deus, seu verdadeiro Senhor; e tudo quando
tiverem forjado desvanecer-se-á.
31 Dize: Quem vos agracia com os seus bens do céu e da
terra? Quem possui poder sobre a audição e a visão? E
quem rege todos os assuntos? Dirão: Deus! Dize, então:
Por que não O temeis?
32 Tal é Deus, vosso verdadeiro Senhor; e que há, fora da
verdade, senão o erro?(612)
Como, então, vos afastais?
33 Assim se cumpriu a sentença de teu Senhor(613)
sobre
os depravados, porque não creram.
34 Pergunta-lhes: Existe algum ídolo, dentre os vossos,
que possa originar a criação, e então reproduzi-la? Dizelhes,
a seguir: Deus é Quem origina a criação e então a
reproduz. Como, pois, vos desviais?
35 Pergunta-lhes: Existe algum ídolo, dentre os vossos,
que possa guiar-vos à verdade? Dize: Só Deus guia à
verdade. Acaso, Quem guia à verdade, não é mais digno e
ser seguido do que quem não o faz, sendo ao contrário
guiado? Que vos sucede pois? Como julgais assim?
36 Sua maioria não faz mais do que conjecturar, e a
conjectura jamais prevalecerá sobre a verdade; Deus bem
sabe tudo quanto fazem!
37 É impossível que esta Alcorão tenha sido elaborado por
alguém que não seja Deus. Outrossim, é a confirmação
das (revelações) anteriores a ele e a elucidação do Livro
indubitável do Senhor do Universo.
38 Dizem: Ele o forjou! Dize: Componde, pois, uma surata
semelhante às deles; e podeis recorrer, para isso, a quem
quiserdes, em vez de Deus, se estiverdes certos.
39 Porém, desmentiram o que não lograram conhecer,
mesmo quando a sua interpretação(614)
não lhes havia
chegado. Do mesmo modo seus antepassados
desmentiram. Repara, pois, qual foi o destino dos iníquos.
40 Entre eles, há os que crêem nele (o Alcorão) e os que o
negam; porém, teu Senhor é o mais conhecedor dos
corruptores.
41 Mas, se te desmentem, dize-lhes: Os meus atos só a
mim incumbem, e a vós os vossos. Estais isentos do que
eu faço, assim como estou isento de tudo quanto fazeis.
42 Entre eles há os que te escutam. Poderias fazer ouvir
os surdos, uma vez que não entendem(615)
?
43 E há os que te perscrutam; acaso, poderias fazer ver os
cegos, uma vez que não enxergam?
44 Deus em nada defrauda os homens; porém, os homens
se condenam a si mesmos.
45 Recorda-lhes o dia em que Ele os congregará, como se
não houvessem permanecido no mundo mais do que uma
hora do dia; reconhecer-se-ão entre si. Então, aqueles que
tiverem negado o comparecimento ante Deus, serão
desventurados e jamais serão encaminhados.
46 Ainda que te mostremos algo do que lhes prometemos,
ou mesmo que te recolhamos até Nós (antes disso), seu
retorno será para Nós. Deus é Testemunha(616)
de tudo
quanto fazem.
47 Cada povo teve seu mensageiro; e quando seu
mensageiro se apresentar, todos serão julgados
eqüitativamente e não serão injustiçados.
48 E dizem (os incrédulos): Quando se cumprirá esta
promessa? Dize-o, se estiverdes certo!
49 Dize-lhes: Não posso acarretar mais prejuízos nem
mais benefícios além dos que Deus quer. Cada povo tem
seu destino e, quando este se cumprir, não poderá atrasá-
lo nem adiantá-lo numa só hora.
50 Dize: Que vos pareceria, se Seu castigo vos
surpreendesse durante a noite ou de dia? Que porção dele
os pecadores pretenderiam apressar?

51 Quando tal acontecer, crereis, então, nele? Qual!
Crereis, então, quando até agora não tendes feito mais do
que o apresardes?
52 Será dito, então, aos iníquos: Provai o castigo
eterno.(617)
Sereis, acaso, castigados pelo que não
cometestes?
53 Pedir-te-ão que os inteires dos fatos: É isso verdade?
Dize: Sim, por meu Senhor que é verdade, e jamais
podereis impedi-lo.
54 Se todo o ser iníquo possuísse tudo quanto existe na
terra, tudo daria para a sua redenção. Sentirão o
arrependimento quando virem o castigo. Então serão
julgados eqüitativamente e não serão injustiçados.
55 Não pertence, acaso, a Deus tudo quanto existe nos
céus e na terra? Não é verdadeira a promessa de Deus?
Porém, a maioria o ignora.
56 Ele dá a vida e a morte, e a Ele retornareis.
57 Ó humanos, já vos chegou uma exortação do vosso
Senhor, a qual é um bálsamo para a enfermidade(618)
que
há em vossos corações, e é orientação e misericórdia para
os fiéis.
58 Dize: Contentai-vos com a graça e a misericórdia de
Deus! Isso é preferível a tudo quanto entesourarem!
59 Dize ainda: Reparastes nas dádivas(619)
que Deus vos
envia, as quais classificais em lícitas e ilícitas? Dize-lhes
mais: Acaso, Deus vo-lo autorizou, ou forjais mentiras
acerca de Deus?
60 Em que pensarão no Dia da Ressurreição(620)
aqueles
que forjam mentiras acerca de Deus? Deus é agraciador
para com os humanos: porém, sua maioria não agradece.
61 Em qualquer situação em que vos encontrardes,
qualquer parte do Alcorão que recitardes, seja qual for a
tarefa que empreenderdes, seremos Testemunha quando
nisso estiverdes absortos, porque nada escapa do teu
Senhor, nem do peso de um átomo ou algo menor ou
maior do que este, na terra ou nos céus, pois tudo está
registrado num Livro lúcido.
62 Não é, acaso, certo que os diletos de Deus jamais
serão presas do temor, nem se atribularão?
63 Estes são os fiéis e são tementes.
64 Obterão alvíssaras de boas-novas na vida terrena e na
outra; as promessas de Deus são imutáveis. Tal é o
magnífico benefício.
65 Que suas palavras não te atribulem, uma vez que a
Glória pertence integralmente a Deus, Que é o Oniouvinte,
o Sapientíssimo.
66 Não é certo que é de Deus aquilo que está nos céus e
na terra? Que pretendem, pois, aqueles que adoram os
ídolos em vez de Deus? Não seguem mais do que a
dúvida e não fazem mais do que inventar mentiras!
67 Ele é Quem estabeleceu a noite para vosso descanso e
o dia luzente, para tornar as coisas visíveis. Nisto há sinais
para os que escutam.
68 Dizem: Deus teve um filho! Glorificado seja Deus; Ele é
Opulento; Seu é tudo quanto há nos céus e na terra! Que
autoridade tendes, referente a isso? Direis acerca de Deus
o que ignorais?
69 Dize: Aqueles que forjam mentiras acerca de Deus não
prosperarão!
70 Terão seu gozo neste mundo, então seu retorno será a
Nós; depois lhes infligiremos o severo castigo, por sua
incredulidade.
71 Narra-lhes a história de Noé(621)
, quando disse ao seu
povo: Ó povo meu, se a minha permanência entre vós e
minha exortação, referentes aos versículos de Deus, vos
ofendem, a Deus me encomendo. Decidi-vos, vós e vossos
ídolos, e não oculteis vossa decisão; então, hostilizai-me e
não me poupeis.
72 Caso contrário, sabei que não vos exijo retribuição
alguma por isso, porque minha recompensa só virá de
Deus; e foi-me ordenado que fosse um dos submissos.
73 Porém, desmentiram-no e, então, salvamo-lo,
juntamente com aqueles que estavam com ele na arca, e
os designamos sucessores na terra, e afogamos aqueles
que desmentiram os Nossos versículos. Repara, pois, qual
foi o castigo dos que foram advertidos.
74 Logo, depois dele, enviamos mensageiros aos seus
povos, os quais lhes apresentaram as evidências; mesmo
assim não creram no que antes haviam desmentido.
Assim, sigilamos os corações dos transgressores.
75 Logo depois deles enviamos, como nossos sinais,
Moisés(622)
e Aarão ao Faraó e seus chefes; porém, estes
ensoberbeceram-se e tornaram-se um povo de pecadores.
76 Mas, quando lhes chegou a Nossa verdade, disseram:
Isto é pura magia!
77 Moisés lhes disse: Ousais dizer que a verdade que vos
chega é magia? Sabei que os magos jamais prosperarão.
78 Disseram: Vieste, acaso, para desviar-nos do que vimos
praticarem os nossos pais e para que o predomínio, na
terra, seja para ti e teu irmão? Nunca creremos em vós.
79 Então, o Faraó disse: Trazei-me todo o mago hábil (que
encontrardes).
80 E quando chegaram os magos, Moisés lhes disse:
Arremessai o que tendes a arremessar!
81 Porém, quando arremessaram,(623)
disse Moisés: O que
haveis feito émagia, e certamente Deus o anulará, porque
Ele não apóia a obra dos corruptores.
82 Deus estabelece a verdade com as Suas palavras,
ainda que isto desgoste os pecadores.
83 Porém, salvo uma parte do seu povo, ninguém
acreditou em Moisés por temor de que o Faraó e seus
chefes os oprimissem, porque o Faraó era um déspota na
terra; era um dos transgressores.
84 E Moisés disse: Ó povo meu, se realmente credes em
Deus, encomendai-vos a Ele se sois submissos.
85 Disseram: A Deus nos encomendamos! Ó Senhor
nosso, não permitas que fiquemos afeitos à fúria dos
iníquos;
86 E com a Tua misericórdia salva-nos do povo incrédulo.
87 E revelamos a Moisés e ao seu irmão:(624)
Erigi os
abrigos para o vosso povo no Egito e fazei dos vossos
lares um templo; observai a oração, e anuncia (ó Moisés)
boas novas aos fiéis!
88 E Moisés disse: ó Senhor nosso, tens concedido ao
Faraó e aos seus chefes esplendores e riquezas na
vida(625)
terrena e assim, ó Senhor nosso puderam desviar
os demais da Tua senda. Ó Senhor nosso, arrasa as suas
riquezas e oprime os seus corações, porque não crerão até
verem o doloroso castigo.
89 Disse-lhes (Deus): Vossa súplica foi atendida; apegaivos,
pois, à vossa missão e não sigais as sendas dos
insipientes.
90 E fizemos atravessar o mar os israelitas; porém o Faraó
e seu exército perseguiram-no iníqua e hostilmente até
que, estando a ponto de afogar-se, o Faraó disse: Creio
agora que não há mais divindade além de Deus em que
crêem os israelitas, e sou um dos submissos!
91 (E foi-lhe dito): Agora crês, ao passo que antes te
havias rebelado e eras um dos corruptores!
92 Porém, hoje salvamos apenas o teu corpo, para que
sirvas de exemplo à tua posteridade. Em verdade, há
muitos humanos que estão negligenciando os Nossos
versículos.
93 E concedemos aos israelitas um agradável(626)
abrigo e
os agraciamos com todo o bem. Mas disputaram entre si,
depois de receberem o conhecimento. Teu Senhor julgará
entre eles pelas suas divergências, no Dia da
Ressurreição.
94 Porém, se estás em dúvida sobre o que te temos
revelado, consulta aqueles que leram o Livro antes de ti.
Sem dúvida que te chegou a verdade do teu Senhor; não
sejas, pois, dos que estão em dúvida.
95 Nem tampouco dos que desmentem os versículos de
Deus, porque serão desventurados.
96 Aqueles que merecem a sentença de teu Senhor não
crerão;
97 Ainda que lhes chegue qualquer sinal, até verem o
doloroso castigo.
98 Se o povo de uma única cidade cresse, a sua crença
ser-lhe-ia benéfica, pois quando o povo(627)
de Yunis
(Jonas) acreditou, liberamo-lo do castigo do aviltamento na
vida terrena e o agraciamos temporariamente.
99 Porém, se teu Senhor tivesse querido, aqueles que
estão na terra teriam acreditado unanimemente. Poderias
(ó Mohammad) compelir os humanos a que fossem fiéis?
100 Em verdade, não é dado a ser nenhum crer sem a
anuência de Deus. Ele destina a abominação àqueles que
não raciocinam.
101 Dize: Contemplai o que há nos céus e na terra! Mas
sabei que de nada servem os sinais e as advertências
àqueles que não crêem.
102 Aguardam, acaso, outra sorte que não seja a de seus
antecessores? Dize-lhes ainda: Aguardai, pois, que
aguardarei convosco.
103 Então, salvaremos os Nossos mensageiros,
juntamente com os fiéis, porque é Nosso dever salvá-los.
104 Dize-lhes mais: Ó humanos, se estais em dúvida
quanto à minha religião, sabei que eu não adorarei o que
vós adorais em vez de Deus; outrossim, adoro a Deus,
Que recolherá as vossas almas, e tem-me sido ordenado
ser um dos fiéis.
105 E (ó Mohammad) orienta-te para a religião monoteísta
e não sejas um dos idólatras.
106 Não invoques, em vez de Deus, o que não pode
favorecer-te nem prejudicar-te, porque se o fizeres, serás,
então, um dos iníquos.
107 E se Deus te infligir algum mal, ninguém, além d’Ele,
poderá removê-lo; e se Ele te agraciar, ninguém poderá
repelir a Sua graça, a qual concede a quem Lhe apraz,
dentre Seus servos, porque Ele é o Indulgente, o
Misericordiosíssimo.(628)
108 Dize: Ó humanos, já vos chegou a verdade do vosso
Senhor, e quem se encaminha faz em benefício próprio; e
quem se desvia o faz em seu próprio prejuízo, porque não
sou o vosso guardião.(629)
109 Observa, pois, o que te foi revelado, e persevera, até
que Deus decida, porque é o mais equânime dos
juízes.(